quinta-feira, 28 de junho de 2012

Ando tão mórbida utimamente... Mas é difícil pensar em outra coisa; dessa vez me assustei. Na verdade, morro de medo. Medo do que vai ser de mim, de nós. Nosso amor sempre foi tão incendiário, tão caloroso... De repente, parece que tudo umedeceu, como um fósforo que não acende mais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado e volte sempre!