domingo, 22 de janeiro de 2012

Sou uma carta gigante, chata, cheia de erros, longa demais, muito complicada.

Eu quero fazer silêncio, um silêncio tão doente, do vizinho reclamar. E chamar polícia e médico. E o síndico do meu tédio, pedindo pra eu cantar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado e volte sempre!