quinta-feira, 3 de novembro de 2011

Os momentos presentes não têm controle sobre si mesmos. Se o telefone tocar, atenda. Se a campainha chamar, abra a porta. Quando estiver descupado outra vez, procure-o novamente com os olhos. Ele já não estará lá. Haverá outro em seu lugar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado e volte sempre!