domingo, 11 de setembro de 2011

11 de Setembro, o dia que eu mais chorei.

E finalmente a tão sonhada sms chegou, às extamente 17:49, mas só que imaginei que seria: "Oi, meu amor! Desculpa não ter te mandado isso antes, parabéns por mais um mês, hj é o nosso dia, saiba que Te Amo, você é a mulher da vida!", e eu me surpreendi com essas expectatitavas eu borram a maquiagem e comprimem meu estômago.
Vc me mandou um "Oi. Como está?" tão frio, tão seco, que até fui obrigada a mentir e dizer que sim, que eu tava bem. Eu não sei porque ainda continuo assim, me matando por um pedaço de felicidade, por uma lasquinha de amor.
Cansei de chorar pelos cantos e ver que nem com o choro minha vida se resolve, cansei de dar amor a quem não merece, a dar valor a quem não dá a mínina, isso dói sabia? Dói como uma pedrada na cabeça!


Não tenho mais nada a declarar, vou ali, acabar de morrer, porque eu já me sinto tão sem forças pra viver...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado e volte sempre!