domingo, 26 de junho de 2011

"Se eu gostar de você tenha a gentileza de não me deixar tão solta.
Não me pergunte aonde vou, mas me peça pra voltar.
Sou fácil de ler, mas não tente descobrir porque o mesmo refrão insiste em tocar tanto.
Se eu gostar de você, tenha a delicadeza de também gostar de mim.
E me deixe ser, assim, exatamente como eu sou."

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado e volte sempre!