segunda-feira, 20 de junho de 2011

Para ler ouvindo Damien Rice - Delicate.


Esse foi mais um daqueles finais de semana que quando acaba dou graças a Deus... Sábado foi o dia mais triste de minha vida, o pior é que tinha planos pra esse dia, sacas? Mas sabe como é, nunca é bom fazermos plano, no final tudo dá errado. Passei o dia todo assistindo filmes de terror e no final da tarde o tópico água-com-açúcar, é que preciso desse tipo de filme pra poder chorar, e eu vinha adinado isso à dias, tava deixando pra um momento mai oportuno.
Como sempre, depois do filme estendi o meu drama, chorei tanto que se fosse pra suprir a seca do Brasil supriria. Não consigo mais chorar, sabe? Esporrar, gritar, não consigo, e quando vejo filme de romance misturado com drma, me sinto no papel principal. A angústi não sai mais com aquela facilidade de antes... preciso prova pra mim que ainda sou humana, e dói saber que a vida não é como nos filmes, onde no final nada é feliz. E penso em mim, e sinto tanta dó... Dó por estar sempre só em festas, em datas especiais, no meu aniversário... Meu coração anda precisando tanto de doações, sabe, ele anda fraco de se dar em relacionamentos, tanho medo dele parar a qualquer momento...
Então ligo o music play do meu celular, e ativo o repeat, e sabe quem ta cantando minha dor? Damien Rice. É uma música que tem uma melodia tão linda.. Então vou dormir e enquanto abraço meu travesseiro, as lágrimas caem... E começo a lembrar de tudo de uma vez só, de todos cigarros que fumei, de todas as decepções, das garrafas de vodka pela metade, eu lembrei de tudo. E então eu rezo... Rezo pra que quando eu acordar. Toda a dor tenha amenizado...

2 comentários:

  1. todos têm dias ruins. penso que o melhor é se esforçar ao máximo para que os bons sejam eternamento lembrados.

    ResponderExcluir
  2. Mas, eu acho que os meus nunca passam.. Sempre são piores...

    ResponderExcluir

Obrigado e volte sempre!